Criação de gado de corte

Realizar a criação de gado de corte no Brasil é um negócio bastante lucrativo, pois existe um consumo alto de carne pela população nacional e internacional. Contudo, o pecuarista precisa ter uma propriedade com boas condições de pastagens, matrizes com genética comprovada e touros que produzam bezerros fortes.

Segundo pesquisa benchmarketing da safra 2016/17 do Instituto Terra de Métricas Agropecuárias e da consultoria Terra Desenvolvimento, as fazendas brasileiras têm produzido acima de 20 arrobas por hectare/ano e com lucros. A tendência demonstra que esse número pode aumentar para 30 arrobas com rentabilidade. Sendo assim, vamos verificar como deixar a atividade mais lucrativa lendo o artigo a seguir.

Entenda a importância da escolha correta da raça e da estrutura adequada

Quando se avalia a raça de um gado, é necessário pensar na qualidade de carne que ele vai produzir. Além disso, deve-se considerar o clima, o manejo nutricional, a resistência a doenças e outros fatores. Por isso, veja de que maneira as raças abaixo podem contribuir para os bons resultados do seu negócio.

Nelore

O Nelore é uma raça de grande concentração no Brasil, tendo em vista que se adaptou muito bem às condições climáticas de todas as regiões, sendo resistente até a parasitas. Logo, recebeu investimentos para o melhoramento genético para manter um bom padrão nutricional, já que aceita as pastagens denominadas “grosseiras”. Isso gera boa produção de carne e fácil manejo, o que atrai os pecuaristas e gera lucratividade.

Tabapuã

A raça tabapuã foi desenvolvida no Brasil e derivou-se do cruzamento dos Zebuínos, Nelore, Gir e Guzerá. Esse rebanho tem grande habilidade materna e muita fertilidade, o que é interessante para a biotecnologia reprodutiva. Assim, como o Nelore, se adapta em qualquer região brasileira, sendo tanto em pasto quanto em confinamento conseguem ganho de peso. Isso ajuda na qualidade da carne.

Bonsmara

A Bonsmara é a única no mundo feita por meio do cruzamento industrial documentado de dados de desempenho das raças Africâner, Shorthorn e Hereford. Ela proporciona alta fertilidade e precocidade para atingir a puberdade. Inclusive, os animais ganham peso logo, devido à sua genética. Entretanto, devem comer a mesma quantidade de alimentos diariamente e conseguem manter o seu porte médio.

Confira a infraestrutura para a criação de gado de corte

Além da preocupação com a qualidade do rebanho, é necessário dar igual valor às instalações em que eles ficarão, já que os currais precisam ser simples, duráveis, funcionais, resistentes e oferecer segurança aos animais e trabalhadores.

Powered by Rock Convert

Por isso, não podem ter pontas de pregos, madeiras soltas ou desfiadas e parafusos, para não machucar os animais. Logo, a infraestrutura precisa ter cercas para que eles não fujam, reservatórios de água, bebedouros e cochos para os alimentos.

Aprenda quais são as maneiras de criar o gado de corte

Há três sistemas de produção de gado de corte: confinamento, semi-confinamento e solto. Desse modo, veja como funciona cada um deles. 

Pecuária solta

Na pecuária extensiva ou solta são utilizados os nutrientes do pasto como alimentação para os animais, inclusive, esse sistema é considerado o mais correto para a criação de gado de corte. Para suplementar o valor nutricional, na comida é inserida o sal comum e mineral. Mesmo não tendo grande investimento nesse sistema, há um controle dos custos variáveis que diminuem em relação aos fixos, o que melhora as margens de lucro. Também oferecem inseminação de bois 100% taurinos.

Pecuária de confinamento 

O rebanho é criado em um local pequeno, com objetivo de aprimorar a produtividade. Nesse quesito, são investidas técnicas de genética e inseminação artificial de ponta. Assim, é possível controlar o gado, a alimentação, as doenças e reduzir a disponibilidade de terra.

Pecuária de semi-confinamento

Também chamada de semi-intensiva, o gado passa parte do dia solto, porém, cercado de cuidados em relação à seleção e aprimoramento. Sua comida tem como base o pasto, associado aos suplementos minerais.

Resumindo, a criação de gado de corte é uma atividade vantajosa, mesmo em pequenas propriedades, pois deu para perceber que os investimentos, principalmente na pecuária em que o rebanho fica solto, é baixo em relação aos demais. E que se optar por uma raça como a Bonsmara, terá mais lucratividade.

Deseja saber mais sobre a pecuária nacional? Então, assine nossa newsletter para ficar bem informado.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.